quinta-feira, 30 de abril de 2009

Partida de Milfontes rumo a Tavira

Tavira era o nosso destino nesta segunda feira, 23 de Junho de 2003, véspera de S. João. Hoje tínhamos mais uns bons km para percorrer, o nosso programa era dormir em Tavira mas, até lá chegarmos muito teríamos de andar, pois eu tinha planeado ir para o Algarve sempre junto à costa ou o mais perto possível.

Paramos num café junto á estrada para tomar o pequeno almoço, eu pedi um café para mim e comi um bolo, a MJ queria um pingo e para comer continuou a surpreender, queria um bolo, para quem normalmente prefere os salgados aos doces..., nestas férias estava muito adepta dos doces. Enquanto as simpáticas mulheres alentejanas que estavam no café nos atendiam, a MJ foi ao mini super mercado contíguo ao café comprar umas bolachas, água e mais doces, talvez nos fizesse jeito para a viagem. Pequeno almoço tomado era hora de nos fazermos de novo à estrada. Pelo caminho fui atento para ver se me cruzava com o Paulo, pois ele tinha previsto na viagem de regresso a casa voltar pela costa e caso não tivesse regressado na véspera, podia ser que nos cruzássemos. O nosso ritmo de viagem continuava lento e eu previa continuar sempre assim, pressa é coisa que não tinha . Quando entramos no Algarve a primeira terra na fronteira entre o Alentejo e o Algarve é Odeceixe, decidimos entrar na pequenina vila ou aldeia e dar uma voltinha por ali, mais para visitar a praia, mas ficamos surpreendidos com a beleza do local. Estava tudo enfeitado devido á quadra que se atravessa, a quadra dos santos populares, S. António, S. João e S. Pedro, eu não sei qual destes se festeja ali. A MJ começou a experimentar os dotes ( ou falta deles ) de camera, foi filmando o interior daquele pequeno e bonito local. Lamentavelmente não dava para parar, aquele local é demasiado pequeno, mas merece uma visita mais detalhada numa futura oportunidade. O caminho para a praia também não deixa de ser bonito. A estrada quando se aproxima da praia curiosamente começa a ficar cada vez num plano mais superior e tem uma serie de casas construídas na encosta viradas para a praia, é sem duvida alguma um bonito local. A MJ continuou a filmar. A vista para a praia fazia lembrar um pouco a praia da Zambujeira, ou seja a praia fica num fundão. Num dos topos que funciona quase como que um miradouro estava uma carrinha com um jovem casal alemão e um cão que não se calava de ladrar assim que nos avistou e a um casal de idosos que também por ali andava.

Filmagens efectuadas, era hora de voltar à estrada, seguimos a nossa caminhada para Tavira, apesar de já estarmos em solo algarvio, ainda faltava muito km para chegar ao nosso destino. Tentamos visitar uma outra praia, já relativamente perto de Aljezur, perto da estrada tem um parque de campismo, creio que é o parque do Serrão, seguimos o caminho para a praia, mas não chegamos lá pois o caminho não era dos mais famosos e a praia parecia ficar ainda um pouco afastada. Aquilo até me agrada, mas neste momento não seria a melhor opção e por sugestão da MJ voltamos para trás e seguimos a nossa caminhada.

Depois de Aljezur tínhamos disponíveis duas opções, ou íamos directos a Lagos ou seguíamos para Vila do Bispo, optamos pela segunda opção, dessa forma íamos até Sagres. No caminho para Vila do Bispo passamos pela zona que ardeu na semana que tinha terminado, vimos uma grande área queimada, mas felizmente a área que vimos queimada era uma área sem grandes arvores, também passamos por um grande parque eólico . Vila do Bispo é uma pequena localidade que fica mesmo junto à estrada nacional 125 e também fica na linha de Sagres, aliás de Vila do Bispo é bem visível a localidade de Sagres, local para onde seguimos para almoçar já que a hora era indicada para isso. Antes de nos deslocarmos para o restaurante fomos junto a uma praia, mas pouco nos demoramos por ali e fomos de seguida para o centro de Sagres. Estacionei o carro bem perto de um restaurante e parecia estar aberto, mas a MJ foi junto da entrada e voltou para trás, mais tarde vim a saber que o que não lhe agradou foram os preços. Fomos a um outro não afastado dali, o “Lord Jim” nome inglês. Entramos no restaurante, era uma pequena sala mas agradável, e o que nos agradou foi também o facto de aceitar o pagamento com cartões.

Para almoçar pedimos sardinhas e cerveja para a MJ , Bacalhau assado na brasa e água para mim. O almoço estava bom, aliás até ao momento a nível de almoços e jantares não tínhamos razões de queixa , uns melhores que outros, mas sempre nos agradaram. O que também estava bom era o tempo, estava um dia quente apesar do dia ter despertado igual ao domingo, um pouco cinzento, mas foi limpando e acabou por ficar um dia magnifico, cheio de sol e quente. Terminado o almoço e enquanto a MJ foi à casa de banho o empregado veio ter comigo e perguntou se eu não era do Seixal, pois segundo ele era exactamente igual a um professor que ele tinha tido, dizia ele que até nos óculos era igual, mas não, era engano dele, tal como eu lhe disse nunca estive no Seixal.



1 comentário:

  1. Bom programa!!!!
    Então o tão famoso S. João???

    ResponderEliminar